Práticas ancestrais da arquitetura são tema das próximas atividades do MUPA
19/04/2022 - 13:57

As técnicas ancestrais das arquiteturas com terra estão sendo retomadas como uma alternativa sustentável para a construção no século XXI. Nesse contexto, o Museu Paranaense traz esta semana a Curitiba o arquiteto e professor Fernando Minto (UFRJ) para compartilhar com o público seus conhecimentos sobre a taipa de pilão, uma técnica construtiva realizada a partir da terra e que é bastante comum na constituição da arquitetura brasileira.

Uma palestra e uma oficina, ambas gratuitas, estão entre as atividades propostas pelo MUPA com o arquiteto, com o objetivo de reconhecer a terra como material viável de construção de possibilidades e estímulo dos sentidos do corpo que constrói. 

As ações integram o programa público “Se enfiasse os pés na terra: relações entre humanos e plantas”, do MUPA. O programa segue ativo até o final de maio deste ano, e todas as informações sobre eventos, atividades e horários estão disponíveis nesta página.

Sobre a oficina – Os participantes serão convidados a construir uma parede com terra, que fará parte do jardim do museu, utilizando a taipa de pilão como técnica. Dessa forma, os participantes serão construtores e experimentarão coletivamente todas as etapas do processo construtivo.

A oficina tem a duração de dois dias: sábado, 23/04, das 10h às 18h (com intervalo de 1h para almoço) e domingo, 24/04, das 14h às 18h. As 30 vagas disponíveis, divulgadas há alguns dias pelas redes sociais do MUPA, já foram preenchidas. Entretanto há uma lista de espera para as vagas remanescentes. Os selecionados serão informados por e-mail.

O MUPA sugere que os inscritos venham com roupas confortáveis, sapato fechado e recomenda o uso de máscara para manipulação dos materiais.

Sobre a palestra – Na palestra, a terra será apresentada desde sua origem e formação até sua aplicação na arquitetura contemporânea, com ênfase na caracterização da taipa de pilão como uma técnica construtiva em renovação.
A atividade acontece no domingo, dia 24, às 11h. Para assistir não é necessário inscrever-se previamente. A liberação dos lugares será realizada a partir de 10h30, por ordem de chegada, até completar a capacidade do local.

Sobre o arquiteto convidado – Fernando Minto é arquiteto urbanista, professor adjunto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da ESDI/UERJ, mestre (FAU USP) e doutor (FAU UFRJ) em tecnologia da arquitetura. Coordena o escritório de arquitetura MATÉRIA BASE (@materiabase), no Rio de Janeiro, e é associado da rede TERRABRASIL e da rede ibero-americana PROTERRA. Formou-se na UNIMEP – Cátedra da UNESCO em construção com terra em 1998, trabalha com construções em terra desde então. Foi sócio fundador da ABCterra (1997), participou dos pavilhões da ABCTerra nas 3ª. E 4ª. BIA SP (Bienal Internacional de Arquitetura) e já trabalhou em dezenas de obras com taipa de pilão.
 
SERVIÇO – “Arquiteturas da terra – taipa de pilão”, com o arquiteto e professor Fernando Minto (UFRJ) 
 
OFICINA (gratuita)
Sábado, 23 de abril, das 10h às 18h
Domingo, 24 de abril, das 13h às 17h
Os participantes selecionados para as oficinas serão contatados pela equipe do Museu por e-mail. 
 
PALESTRA (gratuita) 
domingo, 24 de abril, das 11h às 12h
Não é necessário inscrever-se previamente. A liberação dos lugares será realizada a partir de 10h30, por ordem de chegada, até completar a capacidade do local.
 
O Museu Paranaense fica na Rua Kellers, 289, Alto São Francisco – Curitiba.