Intercâmbio de saberes ancestrais da população negra: jardim do MUPA recebe Feira de Sementes Quilombolas
03/05/2022 - 16:31

Programa do evento do MUPA

 

O jardim do Museu Paranaense recebe neste domingo cinco comunidades tradicionais - quatro remanescentes quilombolas e uma tradicional negra - para a realização da Feira de Sementes Quilombolas. Mais do que uma troca de sementes crioulas para o cultivo, a feira promove um espaço de sociabilidade, de compartilhamento de saberes, fazeres e memórias individuais e coletivas. 

O público poderá ter contato com sementes crioulas, aprender sobre manejo sustentável, história e memórias das comunidades participantes das cidades paranaenses de Adrianópolis e Lapa por meio de seus membros, além de acompanhar palestras sobre educação escolar quilombola e práticas medicinais populares. 

“Esta feira será uma excelente oportunidade para o público se aproximar de algumas das muitas comunidades remanescentes quilombolas presentes no Paraná e conhecer as práticas alimentares e culturais através do intercâmbio de saberes tradicionais que a atividade fomenta”, afirma Gabriela Bettega, diretora do Museu Paranaense. 

O evento é organizado pelo MUPA e a comunidade remanescentes quilombola Córrego das Moças, que já realizou uma primeira edição da Feira de Sementes Quilombolas no município de Adrianópolis (PR), localizado na região do Vale do Ribeira. Os participantes trarão sementes de arroz, feijão, caju, jaca, milho de pipoca, quiabo, girassol, café, rama de mandioca, além de hortaliças e artesanatos. As trocas serão realizadas entre as comunidades e o público visitante. 

PROGRAMA PÚBLICO - A Feira de Sementes Quilombolas e as palestras que acontecem neste domingo fazem parte do Programa Público “Se Enfiasse Os Pés Na Terra: relação entre humanos e plantas”, uma agenda promovida pelo MUPA que segue até o final de maio de 2022. Acesse a programação na íntegra nesta página.  

.

PALESTRAS
“As ervas e plantas medicinais da comunidade dos remanescentes do Quilombo João Surá: medicina e saberes populares”, com Lucinéia da Rosa Pereira (11h) 

Na palestra, Lucinéia irá compartilhar com o público a importância da valorização dos saberes tradicionais da medicina popular e mudanças na biodiversidade da comunidade remanescente quilombola João Surá. A convidada dividirá com o público o resultado de sua pesquisa que levantou os nomes das ervas medicinais e orientações de usos das plantas a partir do conhecimento da cultura popular da comunidade.

Lucinéia da Rosa Pereira é quilombola da Comunidade João Surá,  graduada em Educação do Campo – Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente cursa Educação Física pela UNIMES.
 
“Educação escolar quilombola”, com Benedito Florindo de Freitas Júnior (15h)

Encontros com anciões, ensino de técnicas herdadas dos ancestrais e aprendizado sobre tecnologias e saberes do território serão alguns dos temas abordados por Benedito Florindo de Freitas Júnior. O convidado irá compartilhar com o público as especificidades da educação escolar quilombola tendo como base sua experiência no Colégio Estadual quilombola Diogo Ramos, da comunidade remanescente quilombola João Surá.

Benedito Florindo de Freitas Júnior (Ditinho) é quilombola da Comunidade João Surá. Professor e pedagogo do Colégio Estadual Quilombola Diogo Ramos, possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Pinhais (FAPI) e em Ciências da Natureza na Educação do Campo pela UFPR Setor Litoral. É Mestre em Educação PPGE da UFPR.


SERVIÇO - Feira de sementes quilombola com as comunidades remanescentes quilombolas Córrego das Moças, Porto Velho, João Surá, Restinga e a comunidade negra tradicional Tatupeva. Domingo, 8 de maio, das 10h às 16h. Entrada gratuita.

Palestra “As ervas e plantas medicinais da comunidade dos remanescentes do Quilombo João Surá: medicina e saberes populares”, com Lucinéia da Rosa Pereira.
Domingo, 8 de maio, às 11h.

Palestra “Educação escolar quilombola”, com Benedito Florindo de Freitas Júnior (Ditinho). Domingo, 8 de maio, às 15h.

Não há necessidade de inscrição prévia para acompanhar as palestras, que são gratuitas. 

Local: jardim do Museu Paranaense (MUPA). 
O Museu Paranaense fica na Rua Kellers, 289, Alto São Francisco – Curitiba. 
 

GALERIA DE IMAGENS