Grande Auditório do Canal da Música retoma as atividades em noite de gala
08/06/2022 - 10:27

As cortinas do imponente Grande Auditório do Canal da Música, em Curitiba, voltaram a subir após um hiato de cinco anos. Um dos mais importantes palcos da cultura paranaense estava interditado desde 2017 e reabriu as portas na noite desta terça-feira (07) com o espetáculo “A Brasilidade do Artista Paranaense”.

E foi um retorno de gala para o local que já recebeu grandes espetáculos ao longo de quase duas décadas de existência. A noite contou com apresentações da Escola de Dança do Teatro Guaíra, Balé Teatro Guaíra, Orquestra Sinfônica do Paraná, além do grupo Cordas do Iguaçu e do acordeonista João Pedro Teixeira, em uma homenagem ao multi-instrumentista Hermeto Pascoal, que chegou a comemorar um aniversário no espaço.

Essa reabertura atende a uma das diretrizes para a cultura da gestão Carlos Massa Ratinho Junior, que é alcançar cada vez mais públicos e chegar cada vez mais longe, descentralizando os espetáculos. A partir de agora, o espaço passa a ser gerenciado pelo Palco Paraná, serviço social autônomo sem fins lucrativos.

“É o grande momento da cultura, de retomar a vida deste palco e fazer com que os artistas também retomem suas vidas após essa pandemia. Um local como o Canal da Música jamais poderia estar fechado. Que agora ele retome seus grandes momentos”, destacou o governador em exercício Darci Piana, que participou da reinauguração.

“O objetivo é ser um Estado inovador e também levar qualidade de vida para as pessoas. Para isso, a cultura é fundamental e o Canal da Música é fundamental”, completou.

A reativação do Canal da Música é um projeto da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura (SECC). As obras de readequação, iniciadas em 2019, deram uma nova cara ao espaço, que passa a comportar até 740 pessoas. Foram feitas reformas no telhado e um novo projeto contra incêndio para regularizar a situação junto ao Corpo de Bombeiros, o que impedia o complexo de receber público. O hall de entrada ganhou um painel do artista Toto Lopes com símbolos paranaenses.

“Esse espaço cultural não estava sendo utilizado, mas agora volta para as mãos do público e dos artistas. Isso é muito gratificante. Todo mundo tem uma memória afetiva desse auditório, lembra de um show, de um espetáculo. O Canal da Música está de volta”, afirmou o secretário de Estado da Comunicação Social e da Cultura e diretor-presidente da RTVE, João Evaristo Debiasi.

“É um espaço que se soma às instituições culturais do Estado e que recupera o seu papel original de receber o público e as variadas manifestações artístico-culturais”, acrescentou. “A cultura também é uma matriz econômica que ajuda o Paraná a bater recordes na geração de empregos, e o Canal será muito importante nessa retomada das atividades”.

Ele ressaltou que a Rádio e TV Educativa, Palco Paraná e Centro Cultural Teatro Guaíra trabalharam juntos nas ações que permitiram a reabertura do auditório. “Houve uma sinergia muito grande de uma equipe multidisciplinar, sob orientação da SECC, para que o Canal da Música retomasse às atividades, algo que agora fica como legado”, disse o secretário.

Além da música, que dá nome ao espaço, o Grande Auditório vai agregar outras linguagens artísticas na programação e eventos da iniciativa privada, mediante locação, nos mesmos moldes do Guairão.

“É fantástico poder devolver o Canal da Música à população. Um espaço plural, para exposições, dança, balé, orquestra, shows, teatro, cinema... Enfim, um Canal multilinguagem”, reforçou a superintendente-geral da Cultura do Paraná, Luciana Casagrande Pereira.

“Esse auditório contará com uma programação variada, procurando resgatar um dos principais propósitos que motivaram a sua criação: ações formativas por meio de oficinas, workshops, eventos e outras atividades neste sentido”, completou.

História
Inaugurado no dia 30 de junho de 1998 nas antigas instalações de uma emissora de TV, o Canal da Música foi criado para ser ao mesmo tempo um palco e centro de formação para a música erudita e popular brasileira. Com três auditórios na época – com 940, 154 e 117 lugares –, e quatro salas de audição, o complexo contava também com salas de ensaio, biblioteca e sala multimídia. Os estúdios da rádio e da TV do Estado foram posteriormente transferidos para o prédio – os veículos estatais de comunicação ainda estão instalados no complexo.

Durante duas décadas, o Canal da Música foi cenário de festivais e shows icônicos como espetáculos infantis, Festival de Dança de Curitiba, orquestras, Oficina de Música e até eventos com estrelas internacionais como o Heineken Concerts. Já se apresentaram no Canal da Música Mônica Salmaso, Projeto Pixinguinha, Luiz Melodia, Cordel do Fogo Encantado, Ivan Lins, Hamilton de Holanda, Yamandu Costa e Marcelo Camelo, entre outros.

Presenças
Participaram da cerimônia de reabertura o diretor-geral da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, Diego de Oliveira Nogueira; o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina; além de diretores de museus e outros equipamentos culturais do Paraná.

GALERIA DE IMAGENS