Eduardo Bueno fala para 200 pessoas na abertura do Ciclo do Bicentenário da Independência da Biblioteca Pública
04/05/2022 - 17:25

A Biblioteca Pública do Paraná promoveu nesta quarta-feira (4) o evento de abertura do Ciclo do Bicentenário da Independência — série de palestras temáticas com historiadores e pesquisadores sobre o processo da separação do Brasil de Portugal. Primeiro convidado do projeto, o jornalista, escritor e tradutor gaúcho Eduardo Bueno falou para uma plateia de cerca de 200 pessoas, que lotaram o hall térreo da BPP.

Autor do livro Dicionário da Independência: 200 Anos em 200 Verbetes (Editora Piu, 2020), Bueno reforçou a importância do conhecimento e entendimento da História para a construção de um país mais democrático. “O brasileiro costuma culpar os outros por suas mazelas. Mas a culpa é sempre nossa, da sociedade, que ainda é ignorante sobre a própria trajetória”, disse.

O jornalista também comentou sua relação com o ambiente das bibliotecas. “Sou um admirador de bibliotecas do mundo inteiro. Da Biblioteca de Alexandria, que devo ter conhecido em outra vida, à Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, onde realmente já estive. Me orgulho de ter vindo muitas vezes à BPP. Mas hoje, fazendo uma palestra aberta ao público no saguão, foi espetacular”, afirmou.

O Autor
Conhecido do público como “Peninha”, Eduardo Bueno se tornou um dos maiores fenômenos editoriais do país a partir de 1999, quando lançou o primeiro livro da Coleção Terra Brasilis (Editora Objetiva), em que se aprofundou nos meandros do Brasil Colônia. Desde então, recebeu alguns dos principais prêmios e menções honrosas nacionais, como o Jabuti e a Ordem do Mérito Cultural. Nos últimos anos, também se dedicou a projetos na televisão (como a série Guia Politicamente Incorreto) e na internet — seu canal no YouTube, Buenas Ideias, conta com mais de 1,2 milhões de inscritos e vídeos que alcançaram a marca de 70 milhões de visualizações.

GALERIA DE IMAGENS