Depois de dois anos, FILO volta presencial na próxima semana
10/06/2022 - 16:27

 

Depois de dois longos anos, a cidade de Londrina volta a receber espetáculos do Festival Internacional de Londrina – FILO, que em 2022 busca reviver o clima de efervescência cultural que marcou a trajetória de 54 anos desse que é um dos mais longevos eventos do gênero em toda a América Latina. O FILO começa no dia 15 e se estende até 26 de junho. Serão 12 dias de atrações para celebrar o reencontro com o público e a cidade. Os ingressos estão à venda pela internet, na plataforma Sympla.
 
O FILO 2022 inaugura uma parceria com a Associação dos Profissionais de Arte de Londrina (Aspa), que realiza esta edição em conjunto com a Universidade Estadual de Londrina (UEL). A coordenação geral é de Alexandre Simioni e a direção artística de Luiz Bertipaglia. A Prefeitura de Londrina é a patrocinadora do evento, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). 

Stabat Mater, uma das potentes montagens escritas e protagonizadas por mulheres
Stabat Mater. Foto: Andre Cherri

 

A abertura do FILO 2022 traz para o palco do Cine Teatro Ouro Verde o premiado ator e diretor carioca Julio Adrião, com “A Descoberta das Américas”, espetáculo em cartaz há 17 anos, e que está programado para os dias 15 e 16 de junho, às 20h30. Um ator só em cena - e vários personagens - sem cenário, com figurino e iluminação reduzidos ao mínimo, atuando num estado essencial, de emergência. Como em tempos atuais.

Londrina também receberá a estreia nacional da nova montagem do Centro Teatral e Etc e Tal, “Esperando Beltrano”, no qual os personagens Fulano e Sicrano (Alvaro Assad e Marcio Moura) revisitam de forma ácida o universo do teatro contemporâneo. O grupo carioca volta ao FILO trazendo outro trabalho, “Onipotência do Sonho”, que leva para as ruas seres surreais que passeiam pelos espaços, inspirados em personagens sem face de Magritte ou na formiga gigante de Dalí.

Duas potentes montagens escritas e protagonizadas por mulheres são destaque na programação: “Vaga Carne”, de Grace Passô, e “Stabat Mater”, de Janaína Leite, que abordam temas ásperos relacionados ao feminino, à maternidade e à sexualidade, ao corpo da mulher e à urgência do debate. O ator carioca Vinícius Piedade apresentará o solo “Hamlet Cancelado”, adaptação de Shakespeare, a partir de discussões sobre a condição do sujeito contemporâneo.

Nesta retomada, o FILO receberá um convidado da Argentina: Victor Ávalos, o palhaço Tomate, chega para encantar plateias de todas as idades em única apresentação no Cine Teatro Ouro Verde. O comediante argentino, que já percorreu 26 países com suas performances, também realiza uma oficina sobre o palhaço latino-americano. A programação traz ainda o ator Ricardo Puccetti, do Lume Teatro, com “La Scarpetta”.

De Londrina, marcam presença Tiago Marques, com “O Carteiro”; a Grita Cia. de Palhaças, com “Meta For Mosa”, e a Cia. Os Palhaços de Rua, com o espetáculo de rua “Números”. A mesma companhia apresenta no FILO o solo adulto “Réquiem para Um Barbeiro”. A londrinense Cia. do Terno Dança-Teatro apresenta ainda “As Três Marias”, também uma abordagem sobre o universo feminino.

O público infantojuvenil vai curtir as montagens “Emaranhada”, de Amarilis Irani (São Paulo), e “Cocô de Passarinho”, da Cia Noz de Teatro, Dança e Animação (São Paulo). Durante 12 dias, Londrina poderá assistir a espetáculos para públicos de todas as idades. Bonecos, palhaços, musicais, infantis, atores e atrizes que, no palco, vão fazer a plateia rir, refletir e se emocionar.

O Festival realizará ainda as atividades formativas. Aberta a interessados e com entrada gratuita, a programação inclui bate-papos com a atriz e diretora Grace Passô (de “Vaga Carne”) e com a atriz, diretora e pesquisadora Janaina Leite, sobre o processo de “Stabat Mater”. Também está programada uma demonstração de trabalho do Núcleo Teatral Cadeião, que apresentará “Um Meio-Auto da Compadecida”, e a Oficina de Palhaço Latino-Americano, com com o argentino Victor Ávalos.

 “Esperando Beltrano”, no qual os personagens Fulano e Sicrano revisitam de forma ácida o universo do teatro contemporâneo.
Esperando Beltrano. Foto: Levi Leonardo

 

Parcerias
A curadoria do FILO 2022 é composta pelo diretor artístico do festival, Luiz Bertipaglia, por Laura Franchi (Artes Cênicas/UEL), Alexandre Simioni, Gerson Bernardes e Amanda Freire (da Aspa). Além dos espetáculos convidados, a equipe selecionou produções inscritas no banco de propostas do FILO – que é permanente e fica disponível no site. Essas propostas também participarão de uma seleção de espetáculos para o final do ano. Em dezembro, está prevista mais uma etapa do Festival em Londrina.

Os espetáculos do FILO 2022 serão apresentados no Cine Teatro Ouro Verde, na Divisão de Artes Cênicas da Casa de Cultura da UEL, no Sesc Cadeião Cultural, além de ruas do centro da cidade e outros espaços abertos.

O diretor artístico Luiz Bertipaglia ressalta a importância da retomada do FILO após dois anos, e o quanto a programação, embora mais enxuta, é bastante consistente: “Focamos em espetáculos que discutem o teatro contemporâneo e as relações humanas, temas pertinentes para o nosso atual momento social”, pontua.

Nesta retomada, Bertipaglia comentou sobre a proposta gráfica visual do FILO 2022, que traz o elemento água como símbolo da vida. “O FILO sempre contou com muito respeito e admiração e queremos trabalhar com a ideia do rebrotar, do renascer, trazendo uma mensagem de esperança e vida por meio da arte teatral”, complementa.

Sobre a parceria do FILO pela primeira vez com a Aspa, o coordenador Alexandre Simioni considera um privilégio para associação, que desde 2007 atua em projetos de artistas e grupos de Londrina e, desde 2012, representa também a Vila Triolé. “É um desafio fazer parte da organização de um Festival tão importante. Temos muito respeito pela história do FILO e, principalmente, pela relação das pessoas com o Festival”, destaca.

“Ao mesmo tempo, com muita energia e olhando para frente, entendemos que toda essa história e potência reverberam no fazer e no repertório artístico das pessoas da cidade, mas que também pode e deve ser uma potência para outros setores, como comércio e turismo cultural, movimentando a economia, já que o Festival tem abrangência internacional”, acrescenta.
 
Ingressos
Os ingressos para os espetáculos do FILO 2022 estão à venda pela plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/filo2022). Valores: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada). O Filo concede benefícios de meia-entrada estabelecidos por lei e aos parceiros. A listagem está disponível no site www.filo.art.br.

Serviço:
 
Festival Internacional de Londrina – FILO 2022
De 15 a 26 de junho

 
Ingressos na plataforma Sympla: https://www.sympla.com.br/filo2022
 
Informações: www.filo.art.br

GALERIA DE IMAGENS