Criada para apoiar ações culturais, Bolsa Paraná Criativo encerra atividades nesta quarta-feira
18/05/2022 - 09:51

Nesta quarta-feira (18/05) serão realizadas as últimas aulas do Programa Bolsa Cultural Paraná Criativo, iniciativa que tem o objetivo de dar apoio a empreendimentos culturais do Estado do Paraná afetados pela pandemia, por meio do repasse de R$16 milhões provenientes da Lei Aldir Blanc. O programa é uma parceria entre a Secretaria da Comunicação Social e da Cultura (SECC) e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina (FAUEL).

As aulas tiveram início em março e chegam ao fim nesta quarta, no formato EaD ao vivo, divididas em módulos que fizeram um panorama sobre a cultura no Paraná e no Brasil, e aspectos técnicos sobre as etapas de produção, legislação, gestão e produção, entre outros temas. As aulas estão gravadas e podem ser acessadas na página do programa no Youtube.

O Programa Bolsa Cultural – Paraná Criativo destinou bolsas para fomento e qualificação aos empreendimentos criativos do campo da cultura afetados diretamente pelos impactos negativos da pandemia de 150 municípios paranaenses. 

Ao mesmo tempo, foram mapeados empreendimentos criativos, projetos, atividades e ações, festivais e mostras do Paraná.

Foram qualificados 950 produtores culturais de todo o estado no valor de mais de R$ 15 milhões destinados diretamente aos bolsistas, além de investimentos na ordem de R$ 637.500,00 no custeio das ações desenvolvidas pela UEL/FAUEL.

Balanço
Para a organização do programa, o desafio inicial foi correr contra o tempo e uma equipe enxuta para organizar, estruturar, somado à falta de recursos para realizar a ação. “Entramos no programa tendo a convicção de destinar os recursos da LAB e criar um espaço de diálogo e reflexão que qualificasse os trabalhadores da cultura, e o formato de Bolsa foi o ideal”, revela Kennedy Piau.

Segundo ele, mesmo com todas as dificuldades do percurso, foi possível criar algo inovador. “Criamos uma estratégica, com mecanismos novos, e chegamos a uma proposta inovadora. Mesmo diante de toda a burocracia, que faz parte da administração pública, problemas e atrasos de ordem técnica no pagamento dos bolsistas, dificuldades de acesso à Plataforma Moodle, entre outros,

atingimos o objetivo e fazer o repasse dos recursos aos empreendedores, com o pagamento da 2ª parcela após o fim das aulas.”

Elogios
A equipe organizadora está recebendo retornos positivos sobre as aulas, com milhares de visualizações e avaliações positivas ainda durante o curso. “Garantimos a participação de debatedores com alta qualificação, pessoas com experiencia prática na gestão cultural, e envolvidas na reflexão no campo da cultura. Temos recebido retornos muito positivos dos debatedores pela ousadia de termos articulado o repasse dos recursos com a atividade formativa, além da qualidade na formação, com muitos elogios por parte dos próprios cursistas”, reforça Patricia Castro da organização do Programa.

Projetos perenes
Tanto Patrícia quanto Kennedy Piau comemoram o trabalho e a construção deste projeto feito coletivamente. “Foi um desafio com desdobramentos importantes para a UEL, para a FAUEL e para a Secretaria e para o Governo do Estado do Paraná. Esperamos que essa aventura pedagógica e de política pública se torne algo mais perene em nosso estado para ajudar a organizar o setor econômico da cultura e preservar os direitos e avançar na construção de uma sociedade melhor para todos.”

O Programa Bolsa Cultural Paraná Criativo faz parte do Projeto de Extensão “Cadeia Produtiva da Cultura: economia criativa e solidária”, com assessoria do Projeto integrado PROPOCULT – Projeto Integrado de Política e Ação Culturais: interfaces entre Universidade e Movimentos Culturais de Londrina - e da Casa de Cultura da UEL.