Celebrando o Dia do Imigrante e da Imigração Japonesa no Brasil
27/06/2022 - 17:04

Ao longo do mês de junho há algumas datas importantes que são celebradas e merecem ser destacadas por seu significado e importância histórica. Neste mês, comemora-se no dia 18 de junho a imigração japonesa para o Brasil e no dia 25 de junho é celebrado o Dia do Imigrante no Brasil. Essas datas, que a princípio simbolizam eventos vistos de forma separada, estão sim entrelaçados em seus significados e importância tanto para a história do país como para a história mundial.

Dentro da pluralidade tão característica do Brasil, existem histórias e legados de diversos povos que auxiliaram na construção do país que hoje conhecemos. Sendo assim, a imigração é vista como uma parte fundamental da história brasileira e que ganhou força em meados de 1808, quando D. João VI decretou a abertura dos portos e permitiu que estrangeiros possuíssem terras na então colônia.

Além dos colonizadores portugueses, ao longo dos séculos italianos, alemães, ucranianos, poloneses, suíços e japoneses foram alguns dos povos que aqui chegaram e auxiliaram na formação do país. Dentro da miscigenação que deu origem ao povo brasileiro também estão os povos originários – a população indígena – que estava aqui muito antes de 1500, e a grande população de escravizados que foi traficada de diversas áreas do continente africano, entre os séculos XVI até meados do XIX, para a exploração de mão de obra no continente americano.

Essas sucessivas chegadas de imigrantes tornaram o Brasil um dos países com maior diversidade cultural no mundo, de forma que o IBGE aponta que entre 1884 e 1959 o país recebeu quase 5 milhões de estrangeiros. Esse volume diminuiu entre as décadas de 1960 e 1990 e voltou a crescer nos últimos anos, em particular com a vinda de venezuelanos, haitianos e sírios em buscam refugio e novas oportunidades de vida em nosso país. Junho também possui outra data importante que anda em consonância com a temática deste texto, já que no dia 20 de junho é celebrado o Dia Mundial do Refugiado.

 

Celebrando o Dia do Imigrante e da Imigração Japonesa no Brasil
Primeira página da relação de imigrantes que chegaram de Lisboa a bordo do vapor alemão “Buenos Ayres”, que deu entrada no porto do Rio de Janeiro, em 9 de janeiro de 1877. Fonte: Arquivo Nacional.

 

 

Dia do Imigrante

Chamamos de imigração o movimento de entrada de estrangeiros em um país e/ou região, seja de forma temporária ou permanente, sendo esse um fenômeno mais antigo do que nossa concepção contemporânea por vezes consegue imaginar. A mobilidade dos indivíduos é um fator presente na história da civilização, desde os primórdios dos tempos, em que o nomadismo era uma prática comum. Dessa forma, não pode ser visto como um fenômeno novo que surgiu com a globalização dos séculos XX e XXI, mas sim uma prática existente há séculos.

O Dia do Imigrante tem base no Decreto nº 30.128, de 14/11/1957, emitido pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, que instituiu a data de 25 de junho para a celebração no Brasil. A data é celebrada pelo Vaticano desde 1914 e aqui no país foi escolhida há 64 anos, para coincidir com o fim das celebrações da semana da imigração japonesa, que se inicia em 18 de junho.

Celebrando o Dia do Imigrante e da Imigração Japonesa no Brasil
Hospedaria dos Imigrantes em São Paulo fundada em 1887. Tinha como principal objetivo promover a inserção dos imigrantes na província de São Paulo. Durante o período entre 1887 e 1978, a Hospedaria dos Imigrantes recebeu mais de 2,5 milhões de pessoas, de mais de 70 nacionalidades. Posteriormente, o prédio foi tombado e hoje abriga o Museu da Imigração do Estado de São Paulo, inaugurado em 1993. Fonte: Biblioteca Nacional.

 

114 anos de Imigração Japonesa no Brasil

A história da imigração japonesa para o Brasil tem como marco inicial e oficial a chegada do navio Kasato Maru ao Porto de Santos, em 18 de junho de 1908. O navio saiu do Porto de Kobe, no Japão, em 28 de abril de 1908 e após uma viagem de 52 dias, o vapor aportou em Santos, trazendo a bordo 781 imigrantes japoneses. A vinda dos imigrantes japoneses ao Brasil atendia aos interesses e às necessidades socioeconômicas dos dois países. No Brasil, a diminuição de mão de obra escravizada ao longo do século XIX, em contraponto ao crescimento da lavoura cafeeira no mesmo período, fez com que fossem criadas políticas imigratórias para obter a força de trabalho necessária para suprir estas demandas.

Já no Japão, a Era Meiji (1868-1912) foi um período de profundas mudanças nas relações sociais do país, em que houve a transformação do Japão “feudal”, em um Estado Nacional Moderno. Essa modernização do país gerou desenvolvimento industrial e reformas no sistema educacional, além de um crescimento demográfico, ocorreu êxodo rural e tensões sociais a partir das transformações vividas no período, de forma que a emigração se apresentou como alternativa para muito japoneses que buscavam uma vida melhor.

 

Celebrando o Dia do Imigrante e da Imigração Japonesa no Brasil
O navio Kasato Maru, que trouxe os primeiros imigrantes japoneses ao Brasil. Fonte: Agência Senado.

 

Para a viagem do Kasato Maru, uma das maiores dificuldades encontradas no recrutamento dos trabalhadores foi conseguir reunir famílias legítimas de emigrantes, que além disso, possuíssem bens para bancar os custos da viagem. Os inscritos para a viagem, no qual muitos sequer eram agricultores, tinham origem de locais como Okinawa, Kagoshima, Fukushima, Hiroshima, Kumamoto, Ehime, Yamaguchi, Miyagi, Niigata e Tóquio, sendo 600 homens e 181 mulheres.

Após a chegada ao Porto de Santos, os imigrantes foram levados de trem até São Paulo, para serem acomodados na Hospedaria de Imigrantes, que atualmente é a sede do Museu da Imigração do Estado de São Paulo. Posteriormente, essas famílias foram designadas para fazendas da região paulista para trabalharem na agricultura.

Celebrando o Dia do Imigrante e da Imigração Japonesa no Brasil
Primeira página da lista de passageiros do Kasato Maru, trazendo os primeiros imigrantes japoneses para o Brasil. Fonte: Arquivo Nacional.

 

Em terras paranaenses

No Paraná, em 1909, três imigrantes passaram por Curitiba, mas foi a partir de 1915 que famílias nipônicas começaram a se instalar definitivamente na capital. No entanto, a presença japonesa e de seus descendentes se acentuou de verdade no norte do Estado, a partir da década de 1930, quando houve incentivo para os imigrantes se mudarem para o Paraná, com a justificativa de que não havia proibição no plantio de café e as terras eram mais baratas que no Estado de São Paulo. Nessa região, participaram da fundação de cidades como Londrina, Assaí, Rolândia, Arapongas, Uraí e Maringá, que até hoje têm destaque no número de descentes de origem japonesa, assim como uma grande influência da cultura nipônica em seu dia a dia.

A presença de japoneses no Brasil antes de 1908 é conhecida em casos mais isolados de indivíduos que estiveram de passagem pelo país ou que aqui se estabeleceram (por exemplo, na região amazônica, provenientes do Peru) e formaram inclusive núcleos coloniais agrícolas. A chegada do primeiro contingente de imigrantes com o Kasato Maru marca, então, o início da entrada de um número significativo e em fluxo contínuo de japoneses no Brasil. No Japão, 18 de junho é o Dia da Emigração Ultramarina.

Texto escrito por Mariana Mayumi Abe Oliveira, residente técnica de História.

 

Referências:

BRASIL. 112 anos da Imigração Japonesa no Brasil. Biblioteca Nacional. 2020. Disponível em: https://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2020/06/112-anos-imigracao-japonesa-brasil

BRASIL. 25 de junho – Dia do Imigrante. Biblioteca Nacional. 2020. Disponível em: https://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2020/06/25-junho-dia-imigrante

BRASIL. Documentos do Arquivo Nacional ajudam a contar a história da imigração japonesa. Arquivo Nacional. 2021. Disponível em:https://www.gov.br/arquivonacional/pt-br/canais_atendimento/imprensa/copy_of_noticias/copy_of_documentos-do-arquivo-nacional-ajudam-a-contar-a-historia-da-imigracao-japonesa

BRASIL. Dia do imigrante. Ministério da Justiça e Segurança Pública. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/arquivonacional/pt-br/canais_atendimento/imprensa/noticias/dia-do-imigrante

BRASIL. Senado celebra 111 anos da imigração japonesa no Brasil. Senado Federal. 2019. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/07/04/senado-celebra-111-anos-da-imigracao-japonesa-no-brasil

 

GALERIA DE IMAGENS